GENERAL VIEW ABOUT THE DESIGN OF MONOCOLUMN FLOATERS

A exploração de petróleo no mar tem caminhado para águas cada vez mais profundas, onde a exportação do óleo é feita preferencialmente por transferência direta para navios aliviadores. As unidades de produção, baseadas em navios ou barcaças, com transferência de produção direta para os aliviadores, são largamente utilizadas.

No entanto, plataformas, baseadas em navios ou mesmo barcaças convencionais, apresentam movimentos indesejáveis tanto para os risers flexíveis, quanto para os rígidos. Além disso, a recente seqüência de grandes furacões no Golfo do México causou grandes danos a várias plataformas. Estas ocorrências e outras mudanças climáticas, em várias áreas do globo, servem como uma forte motivação para o desenvolvimento de novos conceitos e de novos critérios para plataformas offshore.

Novas plataformas, baseadas em cascos cilíndricos, estão sendo propostas pela comunidade técnica, as quais objetivam sempre poucos movimentos em ondas.

Este artigo concentra-se na descrição de um conceito de plataforma monocoluna, chamado de MONOBR, com armazenamento, e sua aplicação sob condições ambientais severas. O projeto conceptual foi desenvolvido com base experimental, tendo sido testado na Universidade de São Paulo, no Instituto de Pesquisas Tecnológicas de São Paulo, IPT, e no MARINTEK, na Noruega.